mulher_bg.jpg

Sobre Elas

Novas pesquisas relacionadas ao câncer de mama

cancer-de-mama-mulheres

A mastectomia parcial, ou lumpectomia, é um dos procedimentos ao qual podem ser submetidas as pacientes com câncer de mama - uma das doenças que mais afeta as mulheres ao redor de todo o mundo. Trata-se de uma cirurgia para a retirada do nódulo mamário e uma margem adjacente de tecido normal.

Relacionada a este tema, uma nova pesquisa foi anunciada durante a Reunião Anual da Sociedade Americana de Oncologia Clínica (ASCO), que aconteceu entre os dias 29 de maio e 2 de junho de 2015, em Chicago (Estados Unidos): retirar uma margem maior do tecido pode poupar as pacientes de entrar na sala de cirurgia para um segundo procedimento.

De acordo com estudos apresentados por cirurgiões no encontro, entre 20 e 40% das mulheres, que se submetem à lumpectomia, apresentam células cancerígenas na borda do tecido removido, conhecidas como “margens positivas”, o que as conduzem para uma segunda cirurgia de mastectomia parcial para garantir a remoção de todas as células malignas.

Para realizar esta pesquisa, que foi publicada no conceituado New England Journal of Medicine, as pacientes tiveram todo o tecido mamário localizado em volta do local do tumor retirado durante a cirurgia inicial. Estas mulheres serão acompanhadas pelos próximos cinco anos para medir o impacto da técnica e a taxa de recorrência.

Mas, de acordo com Dr. Anees Chagpar, o principal autor do estudo “já é possível afirmar que este ensaio clínico tem um grande potencial para ter um impacto enorme e significativo para as pacientes com câncer de mama”.

Fonte: Asco

Compartilhe | |